Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 9, 2016

A CIDADE QUE SABIA DEMAIS - 4º CAPÍTULO

Capítulo 4
<p> Capítulo 4
Quando chegou ao quarto onde o amigo estava, Ricardo encontrou-o sonolento. Aproximou-se da cama e Raul abriu os olhos, sorrindo.
—Não reconheci você com este jaleco, cara. Que bom que veio, meu médico preferido.
—Não se agite, Raul. Sei que seu açúcar teve uma queda considerável.
— É verdade, eu tive tonturas, tive náusea e até agora estou suando frio, apesar do sono.
—Isso é assim mesmo, daqui a pouco passa. Mas já é hora de dormir. Afinal, é bem tarde. Assim, você descansa.
— Sabe, Ricardo, eu tenho medo que eles me matem. Que descubram que estou aqui… Você sabe.
–– Ninguém vai descobrir nada. Não pense nisso.
––Você anda muito ocupado, eu sei. Já estou acostumado com abandono, meu amigo. Eu lhe falei da Susi, lembra? Não da cachorrinha que tenho em casa…
––Sei, da sua namorada. Esqueça isso. Pense em melhorar depressa. Amanhã, você sairá daqui.
––Escute, você pensou na proposta que lhe falei?
–– Pensei, mas conversamos amanhã. Agora, eu…