Noite eterna

Com tantas palavras inúteis, tantas acusações e tiros pra todos os lados, fiz este poema. Espero que a lei maior, a nossa Costituição legitime o povo grávido de verdade.

Se a noite gira ad eternum
e os homens brilham ao luar
por que se encantar com as luzes
se nada podem provar?

mentiras que saem dos termos
dos que proclamam a luz
só trazem contornos enfermos
do apelo que a ti seduz

nao temer as verdades obtusas
nem ferver as entranhas nas febres
por certo é viver às escusas

da lei maior que entoa
do povo que vive prenhe
de um mundo que clama à toa

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO VOLUNTÁRIO NO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO : UMA PROVOCAÇÃO PARA A VIDA

PIOLHOS DE RICO

METÁFORAS CRUÉIS : desqualificação das mulheres e negros